Notícias

Fique por dentro do que acontece na sua Caixa

Representantes da OAB se reúnem com Polícia Civil de Jequié

DESTAQUE

Ivan Lessa (à esq.), Moab Macedo, Fabiano Aurich, Cristiano Mangueira, Luiz Coutinho, Márcio Hudson e Graziela Quaresma

Representando o presidente da OAB-BA, Fabrício Castro, o presidente da Caixa de Assistência, Luiz Coutinho, juntamente com o presidente da subseção de Jequié, Márcio Hudson, se reuniu com integrantes da Polícia Civil dentre eles o delegado titular de do município Moab Macedo. O encontro ocorreu na sexta-feira (26/07) e serviu para discutir questões ligadas à defesa das prerrogativas de advogados quando em atendimento a clientes na delegacia da cidade.

“Relatos de advogados inscritos na nossa subseção apontam que violações de prerrogativas vêm ocorrendo desde meados de 2014 e entendemos que essas violações têm que cessar. O advogado é essencial à administração da Justiça, é aquele que exerce o direito de defesa do cidadão. Por isso mesmo, não podemos jamais permitir a ocorrência desses fatos”, disse Márcio Hudson ressaltando que está confiante na solução dos problemas.

Segundo Luiz Coutinho, ocorreu uma provocação da subseção da OAB-BA, através presidente Márcio Hudosn. Numa conversa de Márcio com o diretor do Depin Flávio Góis ficou acertada uma reunião para discutir as questões relacionada à violação das prerrogativas. Principalmente sobre uma situação específica de dificuldades de advogados de terem acesso aos seus clientes, em desacordo ao que determina o Artigo 7º da Constituição Federal

“Viemos hoje aqui representando o presidente Fabrício Castro e alinhados com a Comissão de Prerrogativas para estabelecermos uma linha de diálogo inicial com a Polícia Civil em Jequié e para garantir os direitos dos advogados no atendimento aos seus clientes”, disse Luiz Coutinho pontuando que o exercício da advocacia para a garantia da liberdade é importantíssimo, sobretudo para a garantia do estado democrático de direito. “Sem advogados livres não temos Justiça e as nossas prerrogativas são inegociáveis”.

O presidente da CAAB destacou ainda que houve uma boa sinalização da cúpula da Policia Civil, sobretudo do Depin, que se mostrou preocupado com o que está acontecendo e designou o delegado Cristiano Mangueira, de Salvador, para participar da reunião. “Esse posicionamento mostra que a Polícia Civil, que é uma instituição amiga da OAB-BA, está preocupada em buscar uma solução. Temos que entender, claramente, que o advogado não pode ser visto ou confundido como o criminoso”.

“Nós temos que entender que a participação de um advogado na fase de inquérito é primordial, inclusive para valorizar a fase inquisitorial. Sabemos que a participação da OAB na fase de inquérito demonstra a importância e valoriza-se a atividade da polícia judiciária. É muito importante então o respeito às prerrogativas dos advogados frente aos seus clientes . Não só isso como também o acompanhamento nos demais procedimentos da fase de inquérito”, disse o delegado Moab Macedo.

Prosseguindo, o delegado afirmou que “Na verdade, essa reunião serviu para ratificar o que já viemos tendo há alguns anos aqui em Jequié, onde existe uma parceria muito boa entre OAB e Polícia Civil. Já tivemos algumas reuniões no início do ano e isso confirma o que falamos que é extremamente importante esse respeito às prerrogativas dos advogados. É também necessário que os advogados entendam o andamento dos procedimentos dentro da delegacia de polícia”.

Também participaram da reunião o coordenador geral da Coorpins (Coordenadorias Regionais do Interior), Fabiano Aurich; o diretor adjunto do Departamento de Policiamento do Interior, Cristiano Mangueira; a responsável pela parte de inteligência policial na região, Graziela Quaresma, e o delegado titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubo de Veículos, Ivan Lessa.

Texto e fotos: Clécio Max

 

Leave a Reply