Notícias

Fique por dentro do que acontece na sua Caixa

Advocacia realiza manifestação em Feira de Santana pela retomada das atividades do Judiciário

Compartilhe

Advogadas e advogados de Feira de Santana estiveram reunidos na manhã desta segunda-feira (22), em frente ao Fórum Filinto Bastos, pedindo a retomada das atividades do Judiciário. O presidente da Caixa de Assistência dos Advogados da Bahia (CAAB), Luiz Coutinho, participou da manifestação, que seguiu os protocolos de saúde recomendado pelas autoridades.

Coutinho lembrou que a dificuldade de acesso a magistrados e servidores do Poder Judiciário é um problema crônico, mas que foi agravado durante a pandemia. “São muitos os relatos de colegas que não conseguem acessar os juízes nem dar prosseguimento aos seus processos”.

O presidente da CAAB reforçou que o prejuízo não é apenas para a advocacia. “Essa postura do Poder Judiciário traz prejuízos enormes para a sociedade. O cidadão quer ter garantido o seu direito de acessar a Justiça. É inadmissível que continuemos enfrentando essa situação quase um ano depois de início da pandemia. Vim aqui fazer coro com a advocacia feirense”.

O presidente da subseção de Feira de Santana, Raphael Pitombo, destacou a importância da mobilização e reforçou a necessidade do retorno das atividades do Judiciário. “A pandemia não vai acabar amanhã. Será que suportamos mais um ano com o Fórum fechado? Não se pode defender o cidadão atrás da tela de um computador”.

O vice-presidente da CAAB, Pedro Mascarenhas, que reside e atua em Feira de Santana, participou da manifestação e defendeu o imediato retorno das atividades presenciais do Judiciário baiana. Segundo Mascarenhas, a demora vem dificultando drasticamente a atuação de advogados e advogadas e causando imensos prejuízos á sociedade. “Essa situação não pode perdurar”, pontuou.

Este mês, a OAB-BA lançou duas campanhas, defendendo a retomada imediata do funcionamento presencial do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA), com o mote “Quem precisa de Justiça não pode esperar”.